Privacidade para os filhos: permitir ou não?

Privacidade para os filhos: permitir ou não?

Uma notícia publicada no site @exame chamou a atenção de muitos pais e levantou uma velha discussão sobre privacidade.

A chamada da matéria dizia “Novo golpe promete revelar quem visitou seu perfil no Facebook”. Antes de mais nada, fica o alerta sobre esse golpe para roubar dados pessoais dos usuários. Mas o que queremos trazer é a discussão sobre os limites entre privacidade e cuidado.

Sem dúvida um dos maiores dilemas da Mãe Moderna é saber com quem os filhos estão falando e sobre o quê. Mas isso requer uma habilidade para transpor barreiras emocionais e fortalecer vínculos. Sabemos que a adolescência é uma fase de ruptura. Mas fica a pergunta no ar: como estabelecer uma relação de confiança com seu filho? Como saber se os filhos têm maturidade para não cair em “tentações”? Como não julgar atos errados cometidos pelos filhos?

Aqui vão algumas dicas preciosas:

  • Esteja sempre atenta e presente no dia-a-dia com os filhos;
  • Ouça mais e seja mais estratégica nos feedbacks, ou seja, escute com atenção, sem julgar, porém ajudando no desenvolvimento da auto responsabilidade;
  • Divida suas angústias e medos e peça conselhos (mesmo que você não os siga);
  • Divida suas alegrias e conquistas (mostrando o quanto seus filhos contribuíram para isso);
  • Sempre traga “casos de famílias e amigos” e incentive conversas produtivas sobre o que houve e possíveis soluções. Exponha seus pontos de vista sobre os temas;
  • Crie o hábito de assistir filmes juntos e depois comentem a respeito. O cinema, de modo geral, expõe de forma lúdica as relações humanas e seus desdobramentos. O que exemplifica muito bem algumas situações da vida.

Gostou desse conteúdo? Escute o podcast da Escola da Mãe Moderna para ter acesso a outros assuntos como esse.

https://escoladamaemoderna.com.br/podcast/