Viva em paz com você mesma

Viva em paz com você mesma

Tenho acompanhado essa onda de “pessoas idosas” na Instagram e achei até engraçado, confesso que não fiz o download do app, mas outro dia eu recebi a minha foto no grupo da família, que alguém fez para mim.

Minha primeira reação foi de “choque” ao perceber que eu ficaria com a cara da minha avó materna (lembrem-se que eu já contei aqui que sou filha adotiva... ou seja, geneticamente isso seria impossível).

Depois veio um sentimento de estar sendo “invadida” por esse app que simplesmente descortinou (ou tentou descortinar) o que a natureza sabiamente fará ao longo dos anos, gradativamente, sem que eu possa perceber o momento exato que essa transformação aconteceu.

Mas uma coisa muito curiosa foi a reação do meu marido, que ao receber a foto dele me perguntou: “e ai, você está preparada? Olha como eu vou ficar * risos *”. Então me dei conta de que não estamos preparados para encarar a velhice como algo natural. E pior ainda foi, de repente, foi me ver velha como num filme em que uma máquina do tempo me levasse para o futuro, só para dar uma espiadinha em como eu vou ficar. Mas tá tudo bem! Se eu não gostasse do resultado era só se matricular amanhã numa academia, ou visitar aquele cirurgião plástico para mostrar o que eu não vou querer.

Mas lembre-se de que nada disso vai mudar se, ao longo do tempo, eu esquecer de olhar para mim e perceber que meus sonhos, virtudes e qualidades não envelhecerão, pelo contrário, podem ser renovadas a cada dia.

Então fica a dica: viva em paz com você mesma e valorize suas conquistas.