Você tem controle sobre o que seu filho acessa na internet?

Você tem controle sobre o que seu filho acessa na internet?

O acesso à internet e aos eletrônicos estão ficando cada vez mais fáceis. As crianças têm os primeiros contatos desde muito pequenas, através da visualização de vídeos de músicas, joguinhos no celular, aplicativos, entre outros.

Como as crianças e os adolescentes estão em casa, temos a falsa sensação de segurança de que eles estão protegidos, pois estão, fisicamente, onde podemos ver. Mas estar na internet não é estar seguro, a internet se tornou uma “grande rua”, que precisa haver a preocupação de vigilância, de saber com quem está falando e o que está acessando.

Nós orientamos as crianças e os jovens a, quando saem de casa, não falar e nem aceitar nada de estranhos, não é mesmo? Pois é, precisamos nos preocupar igualmente quando eles acessam a internet, ou seja, as normas de segurança precisam ser atualizadas para o mundo virtual.

Precisamos ensinar as crianças e os adolescentes a diferença entre o privado e o público. Com a popularização das redes sociais e a cultura de se expor nas redes, a fronteira entre o que expor ou não ficou muito tênue, devido a busca constante por likes e seguidores. Se para os adultos, esse discernimento é difícil, para crianças e adolescentes, que ainda estão em formação emocional e social, é ainda mais complicado.

Por ingenuidade, ou por querer passar uma noção de independência, os jovens são induzidos a fazerem coisas que podem ter resultados bastante negativos para si ou para a família. Devemos orientar que não dá pra contar tudo abertamente na internet para qualquer um. Expor rotinas, horários e trajetos, são informações privilegiadas e fáceis para bandidos e pessoas mal intencionadas monitorarem. É fundamental acompanhar de perto, pois para proteger, precisamos saber o que está acontecendo.


Já conhece nosso podcast? Novos episódios toda sexta-feira.
https://escoladamaemoderna.com.br/podcast/